quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Certificações em Gerenciamento de Projetos

Se você pensa em obter uma certificação em gerenciamento de projetos, utilize a tabela a seguir para auxiliar na tomada de decisão:


sábado, 2 de maio de 2009

“Sempre fui e sempre serei desorganizado”

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, desorganização, dificuldade em definir prioridades e uso inadequado do tempo disponível, não são características genéticas que passaram de pais para filhos, mas fruto de influências externas, consideradas por nós como referências na tomada de decisões.

Em algum momento, no entanto, essas pessoas podem ter simplesmente desistido de melhorar, por acreditar que ser disciplinado em relação ao uso do tempo, baseado em suas referências, era simplesmente impossível. A boa notícia, entretanto, é que assim como os maus hábitos foram adquiridos, eles podem ser "desaprendidos" e substituídos por hábitos que podem fazer a diferença.

Atitude que conduz à mudança só é despertada por um profundo desejo de mudar e pela percepção, clara e inequívoca, de que a ela é necessária e possível. Alguém comentou comigo uma vez que: "(...) há sempre muitas iniciativas, mas realmente, pouquíssimas terminativas". Para mudar é preciso vontade, persistência e determinação para ir até onde se propôs ir.

Vale lembrar ainda que, mudanças radicais, apesar de serem possíveis, por vezes são dolorosas e podem parecer desafiadoras demais, levando à desistência, quando não se consegue perceber resultados no curto prazo. A alternativa é uma mudança gradativa, formada de pequenas vitórias nas tarefas e atividades do dia a dia, que aumentam a confiança e o sentimento de progresso. Stephen Covey, autor dos "7 hábitos para pessoas altamente eficazes", ressalta que não somos fruto de nossa genética, mas de nossas escolhas; e nessas escolhas, certas ou erradas, somos soberanos. Portanto, ser ou não desorganizado, usar bem ou mal seu tempo, é sempre uma questão de escolha. Pense nisso!

Na prática: experimente estabelecer um objetivo para a próxima semana. Algo que você queira mudar, mas ainda não teve sucesso. Não escolha nada muito difícil, mas um pequeno aspecto de sua vida que você tem certeza de que, esforçando-se, conseguirá vencer. Coloque como meta, realizar essa mudança durante 30 dias. Se um mês parecer muito, tente apenas uma semana.

Se você tem dificuldade em chegar na hora no serviço, por exemplo, tente acordar 20 minutos mais cedo na próxima semana, e monitore os resultados. Registre num pedaço de papel quantos dias você conseguiu cumprir o acordado, e ao término da semana, tente lembrar-se das razões pelas quais você falhou e o que pode fazer parar que não falhe na próxima semana. Lembre-se também de se dar o crédito pelo seu esforço e mantenha o foco no sucesso alcançado naquela semana. Quando estiver dominando esse objetivo, estabeleça outro um pouco mais desafiador. Não pare mais esse processo, e jamais desista.

*************************************
“I've always been and always will be a messy person”

Despite of some people might think, being messy, having trouble setting priorities and unwise use of time available are not part of our genetic make-up passed throughout generations, but the result of external influences, many times considered by us as reference point in decision-making processes.

At some point of their lives, however, these people could have given up improving their ways, most of all because of the false belief that being disciplined regarding the good use of time, based upon what they have seen, was simply impossible. The good news is that the same way bad habits were acquired, they can be “unlearned” and replaced by better habits that can make a real difference.

Attitude leading towards change can only be acquired by a deep desire of change e by knowing in a clear and unambiguous way, that change is required and possible. Someone once told me that “(...) there are always many initiatives, but only a few finishatives” (something might have been lost translating this into english, sorry about that, but I hope you get the idea, sounds weird in portuguese too ;). To change that desire, persistence and determination are needed to go as far as one had decided to go.

It is good to keep in mind that radical changes, although possible, many times are painful and may seem too challenging, leading to a strong urge to quit when it is hard to notice short term results. The alternative is changing slowly, step by step, achieving small victories on a daily basis. This will increase self-esteem and the sense of progress. Stephen Covey, author of “7 habits of highly effective people” tells us that we are not the product of our genetic make-up but of our choices; and by deciding about these choices, right or wrong, we are totally accountable. So, to be or not to be a messy person, use your time well or not, is always a matter of choice. Think about it!

Practical suggestion: try to establish a goal for next week. Something you want to change, but still haven't been successful doing it. Do not choose something very difficult, but a small aspect of your daily life that you know you can do it if you set your mind into it. Set it as a goal to do that for 30 days. If a month seems too much, do it for a week.

For instance, if you have trouble getting to work on time, try waking up 20 minutes early next week and check the results. Record in a piece of paper how many days you succeeded fulfilling the agreement and, at the end of week, try to remember the reasons why you have failed doing it and what you could do to keep you from failing again next week. Remember also to give yourself credit for your efforts and focus on the success achieved last week. When you have mastered this goal, set another one, a little more challenging. Don't stop this process (ever) and never quit.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Os truques Ninja do Gmail

Algumas dicas que aprendi para refinar as buscas por mensagens no Gmail e achei interessante compartilhar. Esses atalhos facilitam bastante, e também estão disponíveis na página de busca do gmail. N!ao utilize as aspas, apenas as expressões entre elas.
  1. "is:unread" - Para localizar todas as mensagens que ainda não foram lidas
  2. "from:email@gmail.com is:unread" - Para localizar todas as mensagens não lidas de um e-mail específico
  3. "has:attachment" - Localiza mensagens que possuem anexos
  4. "is:chat" - Localiza conversas de chat armazenadas
  5. "from:email@gmail.com is:chat" - Muito bem! Você entendeu a idéia.
  6. "is:starred" - Retorna mensagens marcadas com
  7. "subject:" - Pesquisa no assunto das mensagens
  8. "to:me macetes" - Pesquisa todas as mensagens enviadas para mim que contenham a palavra "macetes" em qualquer lugar da mensagem.
  9. "to:me -macetes" - Pesquisa todas as mensagens enviadas para mim que não possuem a palavra "macetes
  10. "after:2008/2/25 before:2010/2/26" - Pesquisa todas as mensagens com data posterior a 28 de fevereiro de 2008 e 26 de fevereiro de 2010.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Um vôo atípico para Salvador

No último sábado, foi a primeira vez que viajei para Brasília, fazendo conexão em Salvador e levando o triplo do tempo que levaria em um vôo direto, sem reclamar. Valeu a pena saber falar inglês e estar no lugar certo, na hora certa...

Fui à Brasília para fazer uma prova, mas em especial para passar alguns momentos com a família. Ao chegar no salão do aeroporto em Recife, e confirmar que o vôo estava atrasado, vi um grupo do que pareciam ser norte-americanos sentados juntos conversando e falando inglês em alto e bom tom, como se ninguém perto deles entendesse mesmo o que estavam dizendo.

Deduzi rapidamente que eram músicos, pelo tipo de chapéu que cada um usava e em especial porque um deles tinha um pequeno violão (muiiiito legal) de onde estava tirando um som sensacional. Por gostar de música, acabei sentando próximo, para ficar ouvindo e me distrair do maçante atraso a que, infelizmente, estamos sendo obrigados a nos acostumar aqui no Brasil.

À minha frente, numa mesinha de café, um deles conversava (em inglês) com um brasileiro enquanto tomavam café. Também falavam alto, e não pude deixar de ouví-los, mesmo sem querer. O brasileiro perguntou: - Vejo que vocês são músicos, estão de férias aqui no Brasil?
O outro respondeu: - Na verdade estamos em uma turnê com a Banda...
- E qual é a banda de vocês? O brasileiro perguntou.
- A banda da Alanis Morissette.

Foi nesse momento que meu queixo caiu, os ouvidos abriram ainda mais e os olhos começaram a moverem-se descontroladamente para todos os lados procurando, procurando... Para minha alegria, o brasileiro também se surpreendeu e (quase tirando as palavras da minha boca) perguntou:

- Uau, vocês fizeram um ótimo show ontem à noite! Onde ela está?
- We are hanging out here... The big boss is over there... E ele apontava para a sala VIP da TAM.
Nesse momento acho que eu era o único (além do outro brasileiro, é claro) que sabia que eles tocavam com a Alanis, e ela estava ali, na salinha... Maldito cartão fidelidade vermelho! O meu ainda é branco... :(

Bem, fiquei mais atento e percebi a movimentação discreta dos comissários que vieram pelo cantinho e rapidamente a conduziram pelo corredor de embarque em direção ao avião. Acho que só eu percebi, afinal ela estava com óculos escuros que ocultavam metade de todo o rosto e saiu cercada de gente comum, e não seguranças. Tudo muito rápido e sutil.
Uou! Alanis ia no meu vôo pra Salvador... Deixa estar... No avião eu chego lá para falar com ela...

Encurtando: não consegui falar com ela. Ela sentou cinco fileiras na minha frente, fechou a janela e colocou duas pessoas: uma no meio e outro no corredor. Uma fileira de músicos da banda na frente, atrás e do outro lado; os óculos ficaram durante o vôo... o acesso ficou difícil. Parecia que ela não estava no clima para tirar uma fotografia mesmo... Mas valeu só a curtição.

Minha música favorita dela é "You Learn" e adoro o cd "Jagged Little Pill" além do "Acústico".

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Gestão do Conhecimento na Prática

Ontem concluímos as atividades da minha primeira turma de Gestão da Informação e Processos Organizacionais da FBS (Fafire Business School), curso de Pós-graduação aqui em Recife, Pernambuco. Muita qualidade nas participações e um clima dinâmico e descontraído durante os encontros foram o destaque. Aprendi bastante com os novos amigos (da esquerda para a direita) Anderson, Thiago, Moisés (esses dois, velhos amigos), Mauro e Charles, além das mocinhas Melina e Valéria. Uma imagem do momento de descontração proporcionado durante o "Guarascoito" (Guaraná+Biscoito), servido no padrão das melhores cozinhas internacionais.
Meu sincero agradecimento pelos bons momentos!